No alto de uma dobra do Pico Jughandle, nas montanhas ao norte de nossa casa em Idaho, EUA, há um lago glacial. A trilha que leva ao lago revela um cume íngreme exposto, com pedregulhos e pedras soltas pelo caminho. É uma subida que requer esforço.

No início da escalada, porém, há um riacho — uma fonte que escorre de uma terra mole e musgosa e flui por um prado exuberante. Aquele é um lugar tranquilo para reidratar e se preparar para a difícil subida à frente.

Na clássica alegoria à vida cristã O Peregrino (Publicações Pão Diário, 2014) de John Bunyan, Cristão chega ao sopé de uma subida íngreme chamada Colina Dificuldade, “no fundo da qual havia uma fonte […] então, Cristão foi até a fonte e bebeu para refrescar-se, depois começou a subir a colina”.

Talvez a montanha difícil que você enfrenta seja um filho rebelde ou um diagnóstico médico desagradável. O desafio parece maior do que você consegue suportar.

Antes de enfrentar a sua próxima grande tarefa, visite a fonte de refrigério que é o próprio Deus. Vá a Ele com todas as suas fraquezas, fadigas, desamparo, medos e dúvidas. Então, encha-se profundamente do Seu poder, força e sabedoria. Deus conhece todas as suas circunstâncias e o suprirá com conforto, fortalecimento espiritual e consolação. Ele erguerá a sua cabeça e lhe dará força para seguir adiante.