O estado de São Paulo perdeu um dos seus filhos mais proeminentes, tanto como liderança evangélica, membro da Igreja Assembleia de Deus Ministério de Madureira/Brás, mas também como político e empresário. Carlos Apolinário (66) morreu na noite de quinta-feira (14), vítima de câncer.

De longa carreira política, Apolinário exerceu três mandatos como deputado estadual, entre 1983 e 1994, um como deputado federal e mais três como vereador, após o ano 2000. Todavia, no meio cristão foi sua atuação como evangelista que obteve maior destaque.

Apolinário apresentou diversos programas evangelísticos na Rádio Vida, onde suas pregações ficaram conhecidas, e por onde muitos puderam aprender mais sobre Deus e a importância de um relacionamento com Jesus Cristo.

Casado com Gedalva Lucena Silva Apolinário, o evangelista teve uma vida de superação. Crescido na periferia de São Paulo, ele começou a trabalhar com apenas 14 anos como auxiliar de torneiro mecânico. Aos dezessete vendeu carteiras de plástico e um ano depois já tinha sua própria empresa.

“Perdi meu pai. É com grande tristeza que informo o falecimento do meu amado pai, o meu amigo, o Evangelista Carlos Apolinario. Meu orgulho, meu amor eterno, meu exemplo, meu guerreiro, meu melhor amigo, meu herói, meu exemplo”, escreveu Carlos Apolinario Júnior, filho do evangelista.

“Você que o respeitou e honrou, ore por nós. Sonhos e planos morreram comigo e com meu pai”, lamenta Carlos. “Honrarei o nome de meu pai, com toda minha alma. O grande homem que sempre será. Orem por nós. Meu pai amado, meu melhor amigo, Carlos Apolinário”.

O velório foi realizado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) na última sexta-feira (15) e o enterro no Cemitério do Morumbi, no final da tarde do mesmo dia.

Carlos Apolinário, que vinha travando uma batalha contra um câncer desde fevereiro de 2017, deixa esposa e dois filhos. Com informações do Guiame.

LEAVE A REPLY

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui