Um dos funcionários da barragem em Brumadinho que estava desaparecido teve seu corpo encontrado na última terça-feira, 12 de fevereiro. Wilson José da Silva era evangélico, e seu caso em particular tornou-se nacionalmente conhecido por conta de um vídeo seu cantando no vestiário da empresa, junto aos colegas.

Silva era operador de máquinas, e a localização de seu corpo em meio a lama de rejeitos da barragem rompida em Brumadinho (MG) serviu como uma espécie de “alívio” para a família.

Ele tinha 53 anos, e no vídeo que se tornou popular, ele cantava um trecho da música Noites Traiçoeiras, uma semana antes do desastre. O vídeo percorreu grupos de WhatsApp e redes sociais, antes de chegar à família dias depois do incidente.

De acordo com informações do jornal O Globo, um parente do operador de máquinas contou que a esposa dele ficou “mais conformada” depois de saber que o corpo do marido havia sido localizado e identificado.

“De certa forma é um alívio por ter encontrado o corpo”, afirmou a familiar de Silva. “Mas a divulgação do vídeo também a deixou mais conformada, porque foi como uma homenagem que ficou gravada”, acrescentou.

No período em que seu corpo permaneceu desaparecido, um sobrinho de Silva, Carlos Eduardo Silva Braga, de 19 anos, afirmou que seu tio era um homem de fé e que a cena registrada no vídeo mostrava como era sua rotina no ambiente de trabalho.

“Os colegas dele estavam no restaurante e ouviram o pessoal gritando: ‘A barragem estourou!’. Um colega dele se encontrou com a gente. Ele estava desolado, pedindo perdão por não ter conseguido puxá-lo. Foi um susto muito grande pra ele”, disse Carlos Eduardo logo após o desastre.

O vídeo com o evangélico mostra ele cantando o seguinte trecho da canção: ”E ainda se vier noite traiçoeira, se a cruz pesada for, Cristo estará contigo. O mundo pode até fazer você chorar, mas Deus te quer sorrindo”.

LEAVE A REPLY

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui