O Perigo Aumentou!

O Ministério da Saúde ainda não terminou de compilar todos os casos de dengue registrados em 2015, mas até 5/12/2015 o número de vítimas do vírus havia chegado a 1,59 millhão.
No último boletim epidemiológico divulgado pelo governo sobre a doença, as regiões Sudeste e Centro-Oeste apareceram com as maiores taxas de disseminação da doença. São Paulo e Goiás tiveram até o período, respectivamente, incidências de 2.438 e de 1.640 casos por 100 mil habitantes.

Os quatro municípios recordistas na permanência da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti são paulistas:
• Onda Verde: 17.966 casos/100 mil
• Rio Claro: 10.237 casos/100 mil
• Sorocaba: 8.647 casos/100 mil
• Campinas: 5.746 casos/100 mil

Antes de dezembro, 2015 já havia se tornado o ano com maior número de casos registrados de dengue e de mortes provocadas pela doença. Até 5/12/2015, 839 pessoas haviam morrido em decorrência da dengue, um aumento de 80% em relação a 2014.
O ano de 2015, ainda em outubro, já havia superado o ano recorde de casos de dengue, que era de 1,45 milhão, em 2013. Em 2014, ocorreram 589 mil casos, ou seja, um aumento de 169% só até a primeira semana de dezembro.

Diagnóstico rápido da dengue passa a ser coberto pelos planos de saúde
Exame que dá o resultado em meia hora também detecta a febre chikungunya. A novidade está entre as novas regras da ANS.

A Associação Brasileira de Medicina de Grupo acredita que é um gasto que deverá ser compensado por uma economia mais para frente. Além desses testes rápidos, outros 20 procedimentos foram incluídos nas coberturas obrigatórias dos planos de saúde. Entre eles:
• Implante para deficiência auditiva.
• Dois tipos de implantes cardíacos: um deles é uma espécie de marca-passo que evita a morte súbita.
• Tratamento para incontinência urinária.
• Tratamento para doenças inflamatórias e reumatológicas.
• Medicamento oral para o tratamento do câncer de próstata.
Para os especialistas, ficaram de fora da lista dois procedimentos muito importantes: os medicamentos para tratamento da hepatite C e a radioterapia menos tóxica para pacientes com câncer de próstata. Os dois tratamentos estão no SUS, mas quem tem plano de saúde só conseguiu depois de entrar na justiça.
Os planos regulamentados pela agência são aqueles planos contratados a partir de 2 de janeiro de 1999, porque a regulação da saúde suplementar começou em 1998.
Para ver a lista completa com os novos procedimentos cobertos pelas operadoras, entre no site da ANS. Por lá você também pode fazer reclamações se um plano de saúde negar cobertura.

Fonte: globo.com

Caso apresente esses sintomas, procure um centro de saúde e não tome remédios sem orientação médica. E não esqueça: tome bastante líquido.

sintomas_texto

 

sintomas_imagemtexto




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *