Faleceu Edwin Hawkins, intérprete original de ‘Oh Happy Day’ | Primeira Igreja Batista em Benfica

Faleceu Edwin Hawkins, intérprete original de ‘Oh Happy Day’

O cantor Edwin Hawkins, 74 anos, compositor de Oh Happy Day faleceu na última segunda-feira, 15 de janeiro, em sua casa na cidade de Pleasanton, Califórnia (EUA), em decorrência de um câncer no pâncreas.

A informação foi revelada pelo assessor de imprensa Bill Carpenter à agência Associated Press. Hawkins ganhou notoriedade no meio musical norte-americano no final dos anos 1960. A música Oh Happy Day, gravada originalmente em 1969 a partir de um popular hino entoado nas igrejas da comunidade negra nos Estados Unidos, é sua canção mais conhecida.

Com a repercussão da gravação, Edwin Hawkins tornou-se famoso no país e chegou a vencer um Grammy em 1970, maior prêmio da música. O cantor e a banda que o acompanhava, no entanto, tinham um envolvimento com a música há muitos anos, com origem nas igrejas.

Descrito pelos estudiosos de sua carreira como um prodígio musical desde criança, Edwin logo aos sete anos de idade se tornou o tecladista do coro formado por sua família, que se apresentava em igrejas evangélicas, e não parou mais.

Anos depois ele fundou o Coral Jovem da Igreja de Deus em Cristo, com ajuda de Betty Watson, na região norte da Califórnia. O grupo gravou um álbum ao vivo na Igreja Éfeso de Deus em Cristo, intitulado “Let Us Go Into the House of the Lord” (Entremos na Casa do Senhor), com oito canções e tiragem de 500 cópias.

‘Oh Happy Day’

Dentre as oito canções, estava a que o tornaria mais famoso: Oh Happy Day. A adaptação feita por Hawkins no hino popular, com novos arranjos e a presença de um coral como backing vocal o fez ser amplamente convidado para cultos e eventos. Nesse contexto, ele formou a banda The Edwin Hawkins Singers, com quem alcançou sucesso nos EUA e na Europa.

A música Oh Happy Day, que na letra exalta o sacrifício de Jesus na cruz – “Oh dia feliz, quando Jesus lavou meus pecados” -, tornou-se ainda mais popular quando as emissoras de rádio da região de San Francisco começaram a tocá-la. Mais tarde, uma versão com vocal de Dorothy Morrison Combs explodiu de vendas, rendendo mais de um milhão de cópias em apenas dois meses.

Segundo informações do portal G1, ao longo de 1969 a música ocupou o 4º lugar entre as mais tocadas nos Estados Unidos, 2º lugar no Reino Unido e 1º na Alemanha, vendendo mais de 7 milhões de cópias ao redor do mundo.

No Brasil, a canção já era conhecida, mas alcançou o atual patamar de reconhecimento com o filme Mudança de Hábito 2, lançado em 1993. No longa-metragem, a atriz Whoopi Goldberg, intérprete da personagem Deloris Van Cartier, uma cantora, ajuda freiras a mudar o comportamento de jovens delinquentes em uma escola.

Confira nos vídeos abaixo uma apresentação de Edwin Hawkins cantando Oh Happy Day na premiação do Grammy e também a cena do filme Mudança de Hábito 2 em que a música é cantada:

Oh dia feliz (oh dia feliz)

Oh dia feliz (oh dia feliz)

Quando Jesus lavou (quando Jesus lavou)
Quando Jesus lavou (quando Jesus lavou)
Quando Jesus lavou (quando Jesus lavou)
Ele lavou os meus pecados (oh dia feliz)

Oh dia feliz (oh dia feliz)
Ele me ensinou a assistir, lutar e orar, lutar e orar
E viver regozijando todos os dias
Oh dia feliz
Ele me ensinou como

Oh dia feliz (oh dia feliz)
Oh dia feliz (oh dia feliz)
Oh dia feliz (oh dia feliz)




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *